Negócios

Aplicativo voltado para pacientes com Alzheimer é desenvolvido por adolescente

Garota de 14 anos cria app para ajudar pessoas com Alzheimer


Emma Yang, de 14 anos, utilizou a tecnologia de reconhecimento facial como sua fonte de inspiração para criar um aplicativo voltado para pessoas com Alzheimer. Com base em um aplicativo utilizado pela policia para identificar suspeitos e criminosos, a garota percebeu a possibilidade de criar um novo uso para a tecnologia.

A avó de Emma, que começou a apresentar sintomas da doença, foi o gatilho que a garota precisava para juntar as peças e iniciar a busca por uma ferramenta que pudesse ajudar pessoas na mesma situação. Na época em que iniciou o processo de idealização do projeto, Emma tinha apenas 12 anos e encontrou algumas dificuldades para dar andamento. Mas agora com 14 anos e com a tecnologia de reconhecimento facial sendo mais explorada e utilizada por grandes instituições (como na polícia e outros órgãos do governo), a garota finalmente conseguiu dar início ao seu projeto.

Emma criou um app que funciona como uma agenda de imagens. Como as pessoas com Alzheimer tem dificuldade de lembrar de ações e nomes de pessoas e objetos, a adolescente projetou o aplicativo para fazer uma seleção de imagens que possam ajudar na memória das pessoas com alzheimer.

O app permite que fotos sejam agrupadas por indivíduo e, ainda, possui uma agenda telefônica baseada em imagens. Assim, basta o usuário tocar na foto da pessoa desejada para enviar uma mensagem ou realizar uma ligação. O aplicativo utiliza a IA para o seu funcionamento.

Yang aprendeu a programar por conta própria quando tinha apenas seis anos de idade e após algumas barreiras na hora de apresentar seu app, por sua pouca idade, hoje a jovem programadora tem o apoio de Bill Gates e parcerias com startups para levar seu projeto adiante.

Comentários

VEJA TAMBÉM...