Tecnologia

Estratégias digitais são tema de palestra no 54º Congresso Anual da Adjori-RS


Estratégias digitais são tema de palestra no 54º Congresso Anual da Adjori-RS

A Associação dos Jornais do Interior do Rio Grande do Sul (Adjori-RS) realizou seu 54º Congresso Anual nos dias 04, 05 e 06 de novembro de 2016, no Hotel Araçá, em Capão da Canoa/RS. O evento contou com centenas de dirigentes empresariais de comunicação, jornalistas, publicitários, estudantes de jornalismo e colaboradores de jornais do interior do estado.

A agenda de seminários e palestras teve assuntos como atualidade ambiental, as relações entre sociedade e instituições e o papel dos meios de comunicação neste processo sistemático que envolve a humanidade e a macroeconomia global, bem como as comunidades regionais onde vivemos e desenvolvemos nossos negócios e cultura. Os empreendedores do setor de jornalismo do interior do estado tiveram oportunidade de discutir e definir estratégias para o processo de crescimento da mídia on-line, assunto bastante em pauta nas palestras e dos debates.

Um dos momentos de conhecimento e reflexão sobre novas possibilidades foi marcado pela palestra da Aline Lucia Deparis, Diretora Executiva da Maven Inventing Solutions. Com o tema Integrar, e não substituir – Estratégias para rentabilizar com o digital, Aline buscou expressar além dos números, analisando metodologias usadas para o conteúdo on-line.

Aline Lucia Deparis em sua palestra "Integrar e não substituir - Estratégias para rentabilizar com o digital".

De forma descontraída a palestrante buscou explorar dados atuais do cenário de publicações impressas e digitais. Aline começou a conversa questionando os participantes sobre o propósito de estarem reunides durante três dias no congresso. E indagou sobre pontos bastante debatidos no contexto do evento.

“O papel vai acabar? Devemos investir apenas no digital?”, questionou. 

A reposta da Diretora Executiva da Maven foi direta. “Nós não acreditamos que o papel irá acabar. Nós, de uma empresa de tecnologia, não acreditamos nisso”, afirmou.

E completou: “Vamos parar de pensar se o papel vai acabar ou não. Nós precisamos, sim, nos preocupar em qual o melhor formato de conteúdo que nós devemos produzir, e assim distribuí-lo no canal correto.”

Segundo a PricewaterhouseCoopers (PwC), a circulação digital paga aumentou 56% no ano de 2014 e subiu mais de 1.420% nos últimos cinco anos. Além disso, o último relatório da consultoria comScore sobre o Brasil diz que o consumo de conteúdo digital em múltiplas plataformas também cresceu, alcançando a marca de 45% da população online no país.

Esses e outros dados comprovam o que Aline reafirmou durante sua conversa: independente do meio, o conteúdo é o interessa. E cada vez mais devemos nos preocupar em adequar os formatos da informação, de acordo com onde o leitor está, e o que ele deseja saber.

Outro ponto interessante levantado pela Diretora Executiva da Maven foi em relação ao Pay-Per-Read, cobrança de conteúdo individual como modelo de negócio além das assinaturas.

“Porque não vender artigos individuais em um modelo de Pay-Per-Read? Em vez de ofertar apenas a cobrança de uma assinatura mensal vocês podem dar a possibilidade do usuário adicionar créditos em sua conta, e gastar o quanto ele quiser lendo os artigos e matérias que lhe interessar, pagando algumas frações de centavos a cada leitura”, destacou.

Aline concluiu sua palestra em tom convidativo, salientando que, com um pouco de criatividade, é possível ter produtos e serviços maravilhosos com o impresso publicado no digital.

 

E você, concorda com o que foi dito pela Diretora Executiva da Maven?

Para conhecer a empresa e seus produtos acesse: www.maven.com.br.

Facebook: https://www.facebook.com/Maven/

Twitter: https://twitter.com/maveninventing

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...