Tecnologia

Facebook recorre a pena dada no caso Cambridge Analytica

A rede social veio a publico anunciar que não vai aceitar a multa imposta


Após o julgamento do caso Cambridge Analytica e a decisão do pagamento de uma multa de 640 mil dólares, o Facebook decidiu recorrer. O pedido da empresa só foi feito no último dia do prazo estabelecido para a apelação frente ao Órgão de Fiscalização de Dados do Reino Unido.

Segundo a imprensa local e alguns sites ingleses de tecnologia, a advogada contratada pela empresa, Anna Benckert, confirmou o pedido de apelação, apontou como excessivo o valor da multa e afirmou. "Não se relaciona com os eventos que envolvem a Cambridge Analytica". Segundo Benckert, o órgão não encontrou provas que mostrem que os usuários do Facebook no Reino Unido tiveram os seus dados compartilhados pela empresa de análise.

Apesar da confirmação por parte da rede social, o órgão ainda não foi notificado com o apelo da empresa. A decisão pela multa havia sido anunciada em outubro e apontava como motivo decisório para a pena o fato do Facebook não ter aplicado recursos de segurança em relação aos dados de seus usuários, os fornecendo para outras empresas sem a autorização adequada ou necessária. Há acusações de que muitas dessas informações foram usadas de forma indevida para influenciar as eleições de presidente dos Estados Unidos no ano de 2016 e a saída do Reino Unido da União Europeia.

Estamos vendo a maior rede social do mundo enfrentando sua maior crise. Mas mesmo com a alta multa estipulada pelo órgão do Reino Unido, ainda assim nem se compara ao faturamento da empresa. E parece que esse caso ainda não está nem perto de ser concluído.

Comentários

VEJA TAMBÉM...