Tecnologia

Google cria ferramenta para bloquear anúncios publicitários automaticamente no Chrome

O Navegador desenvolveu seu próprio filtro de propagandas. Descubra quais os formatos atingidos.


Google Chrome passa a bloquear alguns formatos de anúncios - B9

Buscando por fim nas propagandas intrusivas, o Google desenvolveu um bloqueador de anúncios para o navegador de internet Google Chrome. A nova atualização já está disponível para navegadores desktop de 64bits e na versão mobile para smartphones. A ferramenta foi lançada dia 15 de fevereiro.

De acordo com o Google, a ideia central é manter a harmonia das páginas e separar o que for propaganda intrusiva das propagandas consideradas normais. Esses limites foram definidos pela organização Coalition For Better Ads, da qual o Google também faz parte e funciona para tentar eliminar ou ao menos diminuir os anúncios que interrompem ou atrapalham o uso de seus usuários.

Alguns exemplos de formatos de anúncios que serão banidos são: pop-ups, vídeos que executem sozinhos, anúncios que sobrepõe a página, vídeos com som automático, elementos fixos e grandes que seguem conforme a rolagem da página, entre outros.

Anunciantes não se preocupem, pois o Google afirma que antes de serem banidos os responsáveis por tais anúncios serão notificados por e-mail. Mas caso não sejam re-adequados, o endereço responsável ficará com seus anúncios bloqueados por até 30 dias. Os anunciantes devem ficar atentos pois não serão apenas os anúncios que estiverem fora dos novos padrões que serão bloqueados e sim todos os anúncios de sua página.

O termos escolhidos pela Coalition For Better Ads foram decididos a partir de pesquisas feitas com 25.000 usuários da América do Norte e Europa. E ainda assim os filtros não diminuem os envios de dados e os carregamentos de recursos. Os responsáveis afirmam ser uma novidade que trará benefícios para os usuários, já que tais modelos de propaganda cada vez geram maior descontentamento.

O bloqueio de anúncios já era uma prática dos usuários da plataforma. Agora foi oficializada pelo Google e pouco mudará a navegação dos usuários. Apenas aparecerão avisos quando um anúncio for bloqueado. Assim como já ocorre com os anúncios pop-ups. E nos aplicativos mobile, surgirá uma barra inferior mostrando a opção de permitir tais anúncios.

A ferramenta ainda não está disponível no Brasil. Mas já está em funcionamento da Europa, Canadá e América do Norte. Estamos diante de mais um passo à frente do navegador mais usado no mercado.

Comentários